Arte. Criador. Criação.
dark mode light mode Procurar Menu
Procurar
Performance, agir, fazer, pensar

A produção consistente, sonho ou pesadelo?

Transforma a tua paixão artística numa fonte de renda democrática com a força da internet. Mostra o teu talento e deixe os teus fãs recompensar-te pelo teu trabalho.

Estou a escrever este artigo como forma de refletir nas barreiras que se impõe ao desenvolver um projeto, uma visão. A coletiva criativa é um projeto que me cativa pela componente comunitária, um espaço concetual onde artistas se juntam para desenvolver os seus esforços artísticos e tenham feedback dos pares. No meu desenvolvimento artístico observei que existem duas opiniões que entram em conflito, devido à natureza subjetiva da arte, o nosso trabalho é solitário, isto é algo que em momentos apela ao ego no sentido em que somos verdadeiramente únicos, mas é nessa características que também nos sentimos desconectados dos meios onde participamos. Provém também dificuldades inerentes ao nosso ego, a nossa narrativa pode nos fazer acreditar que somos mais ou menos capazes de enfrentar o desafio da criação artística. Quanto devemos produzir? Como devemos produzir? Sobre o que devemos produzir? Nestes deveres da criação apenas podemos observar o nosso condicionamento e como existe uma forma idealizada de criar. Muitos de nós ficamos perdidos no arquétipo do artista deprimido e incompreendido que devora nicotina para tapar os buracos dum dia a dia que consideramos ser pouco estimulante. Como os nossos esforços artísticos nunca alcançam as nossas expectativas de relevância social ou “sucesso” damos mais um passo para alcançar o artista incompreendido que quando morrer vai ser reconhecido pela sua visão revolucionária. Contudo, isto desperta em nós uma corrida em que a meta é a morte que por algum motivo acreditamos que vai elevar a nossa arte.

Este projeto para começar precisa apenas de uma comunidade, mas face às cartas que nos foram oferecidas estamos isolados e acreditamos que ao construir um espaço digital vamos poder encontrar as ligações de uma forma confortável, não temos que nos expor fisicamente.

Um branding para isto parecer legítimo e um website onde publicamos os nossos projetos este é o sonho que acreditamos que faça a diferença. Acreditamos que este seja o gatilho necessário para despertar a produção consistente.

A produção consistente, sonho ou pesadelo? 

No contexto em que existimos, viver da nossa produção artística é possível, através da internet conseguimos identificar que talento e produção artística está num pico, sendo que a forma como podes ser recompensado pelos teus esforços artísticos já não requer que uma instituição arcaica te valide, essa validação agora é feita de uma forma democrática onde os teus fãs/seguidores/observadores votam em ti com likes e comentários. 

*Não vou entrar nos detalhes de como o algoritmo(bicho-papão da conformidade social) afeta este processo.*

Este é o presente sonho, como é que este pode ser um pesadelo? Primeiro, pelo conhecimento que é possível, ou seja, a cada instante em que não vives o sonho existes no pesadelo. Segundo és confrontado com a tua incapacidade de produzir peças que consideres que merecem atenção, isto apenas reflete as tuas inseguranças, isto sem considerar que o facto que a receção social pode considerar a tua criação  vulgar e vazio de significado. Conseguir continuar a produzir independentemente das circunstâncias é o que define o verdadeiro sucesso. 

Quantas vezes és capaz de a produzir a tua verdade? A exteriorizares a tua visão? A vencer a inércia? Quantas vezes consegues produzir apesar de não teres as condições paradísicas que imaginas nas tuas masturbações mentais?

Obrigado pela atenção.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *